Exposição inédita traz diamantes de famosos

Uma exposição na cidade de Antuérpia, a 50 quilômetros ao norte de Bruxelas, conhecida mundialmente como a capital do diamante, reúne as jóias mais célebres feitas com essa pedra preciosa e jamais exibidas ao público. A mostra está sendo realizada no Museu do Diamante.

BBC Brasil |

As jóias podem ser vistas até o dia 8 de junho.

São 80 peças originais, desenhadas para realezas européias e atrizes e personalidades americanas, cedidas para a mostra por suas proprietárias ou colecionadores e museus de várias partes do mundo.

O destaque é o pendente Lua de Baroda, um diamante amarelo de 24 quilates em forma de pêra, usado em um colar pela atriz Marilyn Monroe no lançamento do filme Os Homens Preferem as Loiras.

"Mulheres como ela são sinônimos de carisma, inteligência e audácia. E o diamante é o símbolo do poder e da força que elas têm", afirma Philip Claes, porta-voz da exposição que, por esse motivo, foi chamada "Diamond Divas".

Negócio milionário
Também pode-se ver o anel de noivado com que o príncipe Rainier de Mônaco presenteou Grace Kelly, as tiaras de casamento de Madonna e de Victoria Beckham e uma pulseira toda em diamantes feita pela joalheria brasileira H.Stern para Sharon Stone.

A coleção ainda inclui um colar usado por Nicole Kidman no filme Moulin Rouge, a jóia mais cara já levada ao cinema, segundo a organização.

Os valores das peças são mantidos em segredo "por questões de segurança", explica Claes, que não se atreve a divulgar sequer uma estimativa.

O objetivo da exposição é chamar atenção para o negócio do diamante que move a economia de Antuérpia, por onde passaram certamente quase todas as pedras utilizadas nas jóias exibidas.

"Cada ano passam por aqui 80 por cento de todas as pedras brutas e 50% da polidas comercializadas em todo o mundo, tanto para que sejam lapidadas, certificadas ou negociadas", conta Claes.

Com bancos, seguradoras e transportadoras especializadas em diamantes, além de quatro bolsas de valores exclusivas para negociar essas pedras, Antuérpia fatura anualmente cerca de US$ 42 bilhões com esse comércio, que emprega mais de 30 mil pessoas direta e indiretamente.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG