MÉXICO - Pelo menos sete pessoas morreram e outras 80 ficaram feridas por duas explosões ocorridas ontem à noite durante a celebração do Dia da Independência no centro da cidade mexicana de Morelia, anunciou hoje a Procuradoria de Justiça de Michoacán.

As explosões aconteceram na praça cívica de Morelia e em suas cercanias enquanto o governador do estado de Michoacán, Leonel Godoy, liderava a comemoração da Independência.

A Procuradoria informou que até o momento ninguém reivindicou a autoria do atentado, o primeiro contra a população civil desde que começou, há três anos, uma escalada de violência do crime organizado no México, que este ano causou mais de três mil mortes.

A Presidência do México expressou "sua mais enérgica condenação e sua disposição a redobrar esforços para apoiar o estado de Michoacán e seu Governo na investigação dos fatos para acabar com a criminalidade e a violência".

"Atos tão covardes e reprováveis como os ocorridos merecem o repúdio da sociedade inteira e a reação imediata das forças do Estado mexicano", disse em comunicado o escritório da Presidência.

Leia mais sobre México

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.