Explosões ferem duas pessoas no Cáucaso do Norte

MOSCOU (Reuters) - Duas explosões deixaram ao menos duas pessoas gravemente feridas na região muçulmana russa do Dagestão, no Cáucaso do Norte, nesta terça-feira, enquanto o Kremlin enfrenta dificuldades para conter a insurgência islâmica, informou a imprensa. As explosões ocorreram no centro da capital do Dagestão, Makhachkala, e feriu um parente de um oficial do serviço de segurança russo FSB, o antigo KGB.

Reuters |

No mês passado, ataques suicidas que mataram 40 pessoas no metrô russo chamaram a atenção mundial para o turbulento trio do Cáucaso Dagestão, Ingushétia e Chechênia, de maiorias muçulmanas.

Militantes na Chechênia afirmaram querer um Estado pan-Cáucaso independente da Rússia baseado na lei islâmica sharia.

Nestas três regiões, ao menos 862 pessoas morreram no ano passado em combates, ataques à bomba e tiroteios, segundo a agência de notícias online Caucasian Knot.

Apesar dos esforços do presidente russo, Dmitry Medvedev, para erradicar o que considera um "tumor cancerígeno", críticos afirmam que a pobreza, o apoio estrangeiro e táticas pesadas das forças russas alimentam a insurgência.

(Reportagem de Amie Ferris-Rotman)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG