Explosões deixam 50 mineradores presos em minas de carvão na China

Pequim - Cinquenta mineradores ficaram presos após duas explosões ocorridas em minas de carvão na China, informou hoje a agência oficial Xinhua.

EFE |

O acidente mais grave ocorreu hoje, na mina Anxin, na localidade de Xiaoyi, no momento em que 58 mineradores trabalhavam em seu interior.

Quinze trabalhadores conseguiram sair do poço após o acidente, ao tempo que se desconhece a situação dos 43 que restam no interior.

Responsáveis do Governo local asseguraram que a mina operava de forma legal, e tinha passado pela inspeção anual obrigatória.

O outro acidente ocorreu nas últimas horas da quinta-feira, na província central de Hubei, onde sete mineradores ficaram presos em uma explosão na mina de carvão de Tua, na cidade de Hefeng.

As equipes de resgate asseguraram que já localizaram o local onde se encontram os trabalhadores, mas ainda não tiveram acesso a eles, e por isso não sabem se estão vivos ou mortos.

As minas de carvão chinesas são as mais perigosas do mundo, com 3.770 falecidos em 2007, devido a fatores como a falta de medidas de segurança, a mineração ilegal e a superexploração dos poços.

Leia mais sobre: China

    Leia tudo sobre: china

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG