Explosão no Cairo mata 4 e deixa 17 feridos, incluindo turistas

CAIRO - Quatro pessoas morreram em uma explosão perto de uma popular área turística do Cairo, capital do Egito, neste domingo, de acordo com fontes de segurança e policiais. O ataque ocorreu perto do mercado histórico de Khan el-Khalili, no leste da cidade, onde turistas compram lembranças e frequentam cafés.

Redação com Reuters |

O ministro da Saúde egípcio, Hatem el-Gabali, disse que uma mulher francesa estava entre os mortos e que 17 pessoas ficaram feridas, inclusive 10 turistas franceses, um alemão e três sauditas. As fontes também informaram que seis pessoas ficaram gravemente feridas.

AP

Polícia egípcia bloqueia a passagem para a mesquita Hussein após explosão


Ao menos um artefato explodiu após ser atirado de uma motocicleta. E especialistas anti-bomba tentavam desativar um segundo artefato que também havia sido jogado, acrescentaram as fontes.

Não se sabe quem efetuou o atentado ou se os turistas foram atingidos deliberadamente, embora militantes islâmicos tenham atacado a indústria turística do país nas últimas décadas, com ataques a bomba e tiros.

O turismo no Egito, país árabe mais populoso, atingiu níveis recordes no ano passado após período de calma em ataques letais nos últimos anos.

Mas em setembro de 2008, homens encapuzados sequestraram 19 pessoas, incluindo 11 turistas, durante um safári em uma área remota desértica perto da fronteira com o Sudão e a Líbia. Todos foram liberados sem ferimentos.

A área de Khan el-Khalili é famosa pela quantidade de turistas. O bairro foi atacado pela última vez em abril de 2005, quando um homem-bomba detonou uma bomba caseira e matou dois cidadãos franceses e um americano. 

Leia mais sobre explosão  - Egito

    Leia tudo sobre: cairo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG