Equipes de resgate estão buscando sobreviventes sob os escombros de um prédio no sul da Ucrânia, onde uma explosão matou pelo menos 22 pessoas. O ministro para Emergências, Volodymyr Shandra, disse que 21 pessoas foram resgatadas.

Há receio de que muitas outras ainda estejam presas sob o concreto. Duas entradas do prédio de cinco andares no balneário de Yevpatoriya, no Mar Negro, ficaram bloqueadas após a explosão.

O presidente da Ucrânia, Viktor Yushchenko, declarou 26 de dezembro um dia de luto nacional pelas vítimas da explosão.

As autoridades acreditam que a explosão pode ter sido causada por um vazamento de gás no prédio.

Correspondentes dizem que acidentes causados por vazamentos de gás são comuns em apartamentos antigos nas ex-repúblicas soviéticas, em particular no inverno, quando os moradores usam o gás para alimentar sistemas de aquecimento.

Uma explosão semelhante em outubro de 2007 matou 23 moradores de um prédio em Dnipropetrovsk, na Ucrânia.

Leia mais sobre: explosões

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.