Explosão fere militar do Fatah em campo de refugiados do Líbano

Beirute, 29 jul (Efe) - Um responsável militar do movimento palestino Fatah, identificado como Talal al-Ordoni, ficou hoje ferido na explosão de uma granada no campo de refugiados palestino de Ain al-Hilweh, informou a imprensa local.

EFE |

Khaled Aref, um responsável do Fatah, afirmou à Agência Efe que Ordoni foi atacado por desconhecidos "desde longe" e que seu estado de saúde é "grave".

Aref acrescentou que tinham iniciado contatos entre as distintas facções palestinas do campo para prevenir confrontos.

Ain al-Hilweh, situado nos arredores da cidade de Sidon (sul), é o maior campo de refugiados do Líbano.

"Esperamos o resultado das investigações para chegar à verdade antes de emitir um julgamento", especificou o responsável do Fatah.

Os campos de refugiados palestinos, onde são freqüentes os choques entre facções rivais, estão controlados por grupos palestinos.

O Exército libanês se limita a vigiar as entradas e saídas, em conformidade com o acordo do Cairo de 1969, do qual continuam em vigor algumas de suas cláusulas, apesar de o Líbano ter decidido aboli-lo unilateralmente. EFE ks/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG