Explosão em usina de energia nos EUA deixa pelo menos 5 mortos

(atualiza com confirmação de número de mortos) Washington, 7 fev (EFE).- A gigantesca explosão registrada hoje em uma usina geradora de energia em construção em Middletown, no estado de Connecticut, deixou com pelo menos cinco mortos e 12 feridos, informaram fontes oficiais americanos.

EFE |

Um comunicado do prefeito de Middletown, Sebastian Giuliano, informa que foi confirmada a morte de cinco pessoas e de pelo menos 12 feridos.

Ainda há várias pessoas que estão com paradeiro desconhecido e que poderiam estar entre os escombros da usina Kleen Energy Systems.

Os serviços de emergência desenvolvem uma operação de busca com cães entre os escombros, para tentar localizar possíveis sobreviventes.

Inicialmente a Polícia local tinha dito que havia pelo menos duas vítimas fatais, mas depois retratou esta declaração ao indicar que tinha se tratado de um mal-entendido.

As autoridades de Middletown, no entanto, admitiram que podem haver mais vítimas fatais, embora não tenham confirmado um número à espera dos resultados da operação de busca.

Aproximadamente 50 trabalhadores estavam no local quando aconteceu a explosão, disse o tenente dos bombeiros Al Santostefano aos meios de imprensa americanos.

Várias ambulâncias e veículos de bombeiros se deslocaram ao local do acidente, após a gigantesca explosão que pôde ser ouvida a mais de 16 quilômetros ao redor da planta e que alguns moradores acharam que era um terremoto.

A explosão aconteceu em torno das 11h30 hora local (14h30 de Brasília) na usina que tinha previsão de início de funcionamento no final deste ano.

Uma fumaça negra pode ser vista procedente da usina, enquanto vários helicópteros retiram os feridos e os levam para os hospitais mais próximos.

O hospital de Middlesex, nas cercanias da usina, informou que recebeu 11 feridos da explosão, dos quais um foi levado para outro centro médico em Hartford.

Vários dos feridos apresentavam ossos quebrados, declarou à rede "CNN" o médico Jonathan Bankoff.

Até o momento não se sabe a causa da explosão, mas uma teoria aponta um possível problema nos encanamentos de gás que alimenta a usina.

O diretor da usina, Gordon Holk, indicou que no momento da explosão as equipes faziam uma série de operações para limpar encanamentos.

A governadora de Connecticut, Jodi Rell, já falou com as autoridades locais e deve se deslocar hoje mesmo para Middletown.

EFE mv/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG