MADRI (Reuters) - Ao menos duas pessoas morreram numa explosão causada por um carro-bomba em um quartel da Guarda Civil espanhola na ilha de Mallorca, informaram autoridades. Parece que são dois guardas que teriam morrido e neste momento estamos aguardando para saber sua identidade, disse Ramón Sociais, representante do governo de Baleares, à cadeia Ser.

A explosão aconteceu em Palmanova, próximo da localidade de Calviá, confirmou a polícia, que não deu mais detalhes por enquanto.

Segundo vários veículos de comunicação da Espanha, um carro explodiu pouco antes das 14h (horário local) em um edifício multifuncional da Guarda Civil, que fica perto de um quartel do Corpo de Bombeiros.

Uma testemunha disse que a explosão foi muito forte, incluindo chamas.

Na quarta-feira, um carro-bomba deixou 46 feridos ao explodir também em um quartel da Guarda Civil na cidade de Burgons, no norte do país.

As autoridades culparam o grupo separatista basco ETA pelo ataque de quarta-feira.

(Reportagem de Elisabeth O'Leary)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.