Explosão em procissão xiita mata ao menos 25 no Paquistão

Por Faisal Aziz KARACHI (Reuters) - Um homem-bomba provocou a morte de pelo menos 25 pessoas numa procissão xiita nesta segunda-feira em Karachi, maior cidade do Paquistão. Foi o terceiro atentado em três dias na cidade, num momento em que o impopular presidente Asif Ali Zardari, aliado dos Estados Unidos, enfrenta múltiplos desafios no campo da segurança.

Reuters |

Militantes do Taliban, ligados à Al Qaeda, já mataram centenas de pessoas em retaliação à ofensiva militar iniciada em meados de outubro contra um de seus principais redutos.

O Paquistão, que tem armas nucleares, está sob crescente pressão dos Estados Unidos para ajudar a estabilizar o vizinho Afeganistão, onde há intensa insurgência do Taliban.

As autoridades disseram que a bomba em Karachi explodiu em uma rua importante, durante uma procissão da Ashura, principal data do calendário xiita, e apesar da presença de milhares de agentes das forças de segurança, que estavam em alerta elevado.

O ministro do Interior, Rehman Malik, disse que há pelo menos 25 mortos e cerca de 50 feridos. Ele disse que extremistas interessados em desestabilizar o Paquistão são responsáveis pelo ataque.

A TV mostrou uma grande nuvem de fumaça sobre o local, e jornalistas disseram que participantes da procissão, revoltados, agrediram jornalistas e policiais, ateando fogo a lojas e veículos.

Karachi, importante entreposto para o abastecimento comercial e militar do Afeganistão, tem um longo histórico de violência étnica e sectária, embora tenha sido poupada da maior parte dos ataques do Taliban nos últimos dois anos.

(Reportagem adicional de Augustine Anthony)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG