Explosão em mina de carvão na Colômbia mata 16

Ao menos 60 outros mineiros seguem desaparecidos nos escombros da explosão

AP |

Ao menos 16 pessoas morreram e 60 seguem desaparecidas após a explosão ocorrida em uma mina de carvão do município colombiano de Amagá, informou nesta quinta-feira o presidente do país, Alvaro Uribe. "É uma notícia muito triste", disse Uribe em um comunicado, acrescentando que a situação dos mineiros presos é "um destino muito difícil".

EFE
Equipes de resgate retiram vítima de mina de carvão que explodiu na Colômbia
A explosão aconteceu na noite da última quarta-feira e derrubou um túnel que dá acesso à mina, afirmou coordenador de operações de resgate, John Rendon. A prefeita de Amagá, Auxilio del Socorro Zapata, disse que essa é uma das minas com maior tecnologia e organizada da região carbonífera da região.

Cerca de 80 trabalhadores estavam na mina no momento da explosão, que aconteceu durante uma troca de turno. O Exércio do país enviou 22 homens das forças especiais de resgate para ajudar na busca pelas vítimas.

Luz Amanda Pulido, diretora do Sistema Nacional para a Prevenção de Desastres, assegurou que não existem muitas possibilidades de que os mineiros desaparecidos tenham sobrevivido a tragédia. Segundo versões preliminares, a explosão foi causada pela concentração de gases e há muito gás ainda acumulado nos escombros, o que dificulta o trabalho de resgate.

    Leia tudo sobre: Colômbiamina de carvão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG