Explosão em mercado deixa sete mortos e 11 feridos em Mianmar

Bangcoc - Pelo menos sete pessoas morreram e outras 11 ficaram feridas pela explosão de uma bomba em um mercado público no norte de Mianmar, informou hoje a imprensa oficial.

EFE |

A explosão aconteceu na noite de quarta-feira na localidade de Hpa-pun, em território karen, durante as celebrações pelo Ano Novo da minoria étnica, segundo o diário "Myanma Ahlin", um dos órgãos de propaganda do regime birmanês.

Nenhum grupo reivindicou a autoria do ataque, mas o periódico estatal o atribuiu aos rebeldes da União Nacional Karen (KNU), que há mais de seis décadas luta por uma maior autonomia para sua etnia e é a única minoria que não assinou a paz com os generais.

Em julho, as tropas birmanesas aumentaram a intensidade de sua ofensiva contra as guerrilhas étnicas nas fronteiras com a China e Tailândia.

A UNK e a Junta Militar romperam em 2004 as conversas de paz ao não alcançar um acordo sobre a demarcação do território, a retirada de suas respectivas forças e o futuro dos cerca de 130 mil refugiados que vivem em campos da vizinha Tailândia.

O Exército étnico, que chegou a ter quase 30 mil combatentes, agora dispõe de aproximadamente 5 mil guerrilheiros e perdeu grande parte de sua capacidade militar em 1996, quando as tropas conquistaram seu quartel-general em Manerplaw, próximo à fronteira tailandesa. Mianmar vive sob uma ditadura militar desde 1962.

Leia mais sobre: Mianmar

    Leia tudo sobre: explosãomianmarmianmá

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG