Explosão em hotel deixa ao menos 11 mortos no Paquistão

PESHAWAR - Pelo menos 11 pessoas morreram e 70 ficaram feridas na explosão de uma bomba em um hotel cinco estrelas de Peshawar, no Paquistão, informaram oficiais do governo.

Redação com agências internacionais |

AFP
Ataque atingiu hotel luxuoso da cidade de Peshawar

Ataque atingiu hotel luxuoso da cidade de Peshawar

Segundo o policial Liaqat Ali, homens armados se aproximaram do portão do hotel Pearl Continental em um carro e abriram fogo contra os seguranças. Quando chegaram mais perto do edifício, eles explodiram o veículo, em um ataque suicida.

A explosão destruiu uma parte do hotel, que tem segurança reforçada, de acordo com a polícia. O ministro de Informação paquistanês, Mian Iftikhar, disse que vidros de carros e prédios próximos foram atingidos.

Os canais de televisão paquistaneses mostraram imagens de feridos saindo do hotel. Um repórter da AP disse ter visto seis estrangeiros serem retirados do local com ferimentos.

Segundo Sahibzada Anis, responsável pela administração da cidade, entre os mortos no ataque está um funcionário da agência de refugiados da ONU. A polícia informou que o homem era sérvio.

Também há estrangeiros entre os feridos: um britânico, um nigeriano e uma alemã que trabalha para o Unicef (agência da ONU para a infância).

Um dos feridos, Jawad Chaudhry, disse que estava em seu quarto quando ouviu tiros e, em seguida, uma grande explosão. "O chão tremeu e eu achei que o teto estava caindo. Saí correndo e vi todos em pânico", contou. "Havia sangue e pedaços de vidro por toda parte."

Até agora, nenhum grupo assumiu responsabilidade pelo ataque, mas a agência AFP informou que o local é próximo à região onde o exército paquistanês combate o Taleban.

Por meio de sua porta-voz, o presidente do Paquistão, Asif Ali Zardari, condenou o ataque. "Não vamos deixar que essas pessoas nos amedrontem", afirmou. "Vamos lutar e vamos vencer. A união e a integridade do Paquistão estão em jogo".

Lou Fintor, porta-voz da embaixada dos Estados Unidos em Islamabad, disse não ter nenhum indício de que algum americano estivesse no local.

Em setembro de 2008, outro hotel luxuoso do Paquistão foi alvo de um atentado. Explosões de bombas no hotel Marriott, em Islamabad, mataram mais de 50 pessoas e deixou outras 250 feridas.

(Com informações da AFP e da AP)

Leia mais sobre Paquistão

    Leia tudo sobre: paquistão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG