Explosão em hospital deixa pelo menos 24 mortos no noroeste do Paquistão

Islamabad - Pelo menos 24 pessoas morreram hoje, entre elas vários policiais, e muitas outras ficaram feridas em um atentado suicida perpetrado na sala de emergência de um hospital do conflituoso noroeste paquistanês, informou uma fonte policial.

EFE |

O ataque ocorreu na cidade de Tank, pertencente à Província da Fronteira Noroeste, ainda segundo a fonte, citada pela rede privada "Dawn".

A fonte acrescentou que foram encontradas a cabeça e as pernas do suposto terrorista suicida, que detonou uma carga explosiva no interior do hospital e poderia ser um adolescente.

No momento da explosão, várias pessoas estavam reunidas no hospital para dar início a um protesto.

O ataque ocorre um dia depois de Pervez Musharraf ter renunciado como presidente do Paquistão.

Sua saída foi celebrada ontem pelos talibãs paquistaneses, que ofereceram ao Governo a retomada das negociações de paz caso terminem as operações militares que estão em andamento no noroeste e que já deixaram mais de 700 mortos, a maioria insurgentes, desde julho último.

Além disso, na semana passada dois atentados suicidas em cidades populosas do país, Peshawar (noroeste) e Lahore (leste), acabaram com a vida de pelo menos 20 pessoas, em sua maioria policiais.

A Província da Fronteira Noroeste e o volátil cinturão tribal adjacente, que faz fronteira com o Afeganistão, têm sido cenário de constantes episódios de violência.

    Leia tudo sobre: paquistão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG