Explosão em casamento fere 60 em Gaza

Gaza, 22 jul (EFE).- Pelo menos 60 pessoas ficaram feridas, 20 delas gravemente, após explosão na noite desta terça-feira de uma bomba no casamento de um sobrinho de Mohammed Dahlan, ex-homem forte do Hamas na Faixa de Gaza e atual desafeto do movimento islamita, anunciou hoje sua família.

EFE |

O ataque danificou a estrutura do edifício onde o casamento era realizado por volta das 23h locais (17h de Brasília) de ontem na cidade de Khan Yunes.

A Polícia do Governo do Hamas na Faixa de Gaza encontrou uma segunda bomba de quase 20 quilos, ainda intacta, embaixo das cadeiras dos noivos.

O porta-voz do Ministério do Interior do Executivo islamita, Ihab al Ghusein, anunciou hoje a detenção de três homens suspeitos de envolvimento na explosão.

O noivo, Mahmoud Dahlan, está entre os gravemente feridos pelo ataque contra a família de um dos homens mais odiados pelo movimento islamita.

O Hamas acusa Mohammed Dahlan de ter perseguido, prendido e torturado muitos de seus militantes quando dirigia a segurança preventiva da Autoridade Nacional Palestina (ANP) nos anos 90.

Ele reside na cidade de Ramala, na Cisjordânia, desde que os homens do Hamas expulsaram de Gaza todas as forças leais ao presidente da ANP e líder do Fatah, Mahmoud Abbas, em junho de 2007.

O Hamas sempre deixou claro que, ao contrário de Abbas, Dahlan nunca será bem-vindo em Gaza enquanto o movimento islamita controlar esse território.

Mohammed Dahlan foi um dos preferidos de Israel e dos Estados Unidos para a Presidência da ANP quando os dois países deixaram de considerar Yasser Arafat como um "interlocutor válido". EFE sar-ap/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG