Explosão deixa pelo menos dez mortos no Sri Lanka

Pelo menos dez pessoas morreram em uma explosão ocorrida perto de uma mesquita no sul do Sri Lanka, nesta terça-feira, informou a polícia local. O ministro das Telecomunicações, Mahinda Wijesekara, estava entre os mais de 20 feridos no incidente, perto da cidade de Matara, 160 km ao sul da capital, Colombo.

BBC Brasil |

Segundo moradores locais, várias autoridades do governo participavam de uma cerimônia de um feriado islâmico perto da mesquita na hora da explosão.

Várias autoridades do governo participavam do evento na hora da explosão.

O Ministério da Defesa do país disse que o incidente foi um atentado suicida do grupo rebelde Tigres Tâmeis, mas a informação não foi confirmada.

"Um extremista suicida do LTTE (Libertação dos Tigres do Tamil Eelam, na sigla em inglês) atacou a mesquita em Godapitiya, em Akurassa, no distrito de Matara", disse o ministro da Defesa em seu website.

O ministro cingalês do Petróleo, HM Fowzie, que estava no local da explosão, disse à agência de notícias Reuters
que os ministros que andavam em procissão em direção à mesquita pareciam ser o alvo do extremista.

"Seis ministros estavam lá e os terroristas usaram esta oportunidade para nos atacar. Só um ministro ficou ferido. Foram encontrados sete corpos no local", disse Fowzie.

Nos últimos 25 anos, os Tigres Tâmeis vêm lutando por um território próprio para a minoria tâmil no norte e leste do país, num conflito que já causou a morte de cerca de 70 mil pessoas.

Nas últimas semanas, uma forte ofensiva do Exército cingalês infligiu uma série de derrotas aos rebeldes, que tiveram que fugir para uma pequena área de selva, no norte do Sri Lanka.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG