Explosão deixa mais de 40 mortos no Paquistão

Mais de 40 pessoas morreram na explosão de um carro-bomba nesta segunda-feira próximo ao Vale do Swat, no noroeste do Paquistão, informaram as autoridades. A explosão atingiu um comboio das forças de segurança que passava por um mercado no distrito de Shangla, área que recentemente foi palco de uma intensa ofensiva militar contra militantes.

BBC Brasil |

Este foi o mais recente de uma série de atentados cometidos por extremistas no país, no momento em que o governo planeja uma nova ofensiva armada contra militantes e simpatizantes do Talebã no Waziristão do Sul, perto da fronteira com o Afeganistão.

No sábado passado, o governo prometeu reagir "iminentemente" depois que um grupo de militantes atacou o quartel-general do Exército em Rawalpindi, na mesma região, tomando vários reféns.

Na segunda-feira, o Talebã do Paquistão assumiu a responsabilidade pelo atentado em Rawalpindi, afirmando que ele foi realizado por uma facção do grupo baseada em Punjab.

Um porta-voz do grupo Azam Tariq disse que o ataque foi em vingança à recente morte do líder do Talebã no Paquistão Baitullah Mehsud em um ataque de aviões não-tripulados do Exército americano.

Dezenas de feridos

Segundo as informações, o ataque desta segunda ocorreu em um cruzamento em um mercado em Alpurai. Dezenas de pessoas teriam ficado feridas na explosão, a maioria civis.

O distrito de Shangla faz fronteira com o Vale do Swat, e acredita-se que parte da região esteja sob o controle do Talebã.

Em junho passado, o governo declarou a ofensiva anti-Talebã na região como um sucesso, mas desde então já houve vários incidentes isolados de violência.

Alguns analistas acreditam que, com a ofensiva do Exército, muitos militantes fugiram para os distritos vizinhos.

Durante a ofensiva contra o Talebã, a luta também se espalhou até o distrito de Shangla.

Nos últimos meses, o Exército vem concentrando tropas na fronteira do Waziristão do Sul, um dos principais redutos do Talebã no Paquistão.

Depois que Baitullah Mehsud foi morto pelo ataque americano no início de agosto, o número de ataques do Talebã caiu um pouco na região, mas desde o início do mês, a atividade militante vem aumentando.

    Leia tudo sobre: atentadoexplosãopaquistão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG