Explosão de uma granada deixa pelo menos 17 feridos no sul das Filipinas

Zamboanga (Filipinas), 23 dez (EFE).- Pelo menos 17 pessoas ficaram feridas hoje após a explosão de uma granada de mão no terraço de um restaurante da cidade de Isabela, na ilha de Basilan, ao sul das Filipinas.

EFE |

O chefe do comando militar da ilha de Basilan, general Rustico Guerrero, atribuiu o ataque a militantes do grupo Abu Sayaf, que os Governos das Filipinas e Estados Unidos acusam de ter vínculos com a rede terrorista Al Qaeda.

O ataque, cometido por dois homens que fugiram de motocicleta após atirar a granada, ocorreu quando uma festa era realizada no restaurante.

"Suspeitamos que o ataque seja em represália às operações militares que realizamos contra o grupo terrorista", disse o general.

O Abu Sayyaf foi fundado em 1991, por um grupo de ex-combatentes da guerra do Afeganistão contra a União Soviética. Dos 3.000 membros que chegou a ter em 2000, atualmente conta com centenas, mas bastante envolvidos em seqüestros e outros atos de extorsão no sul das Filipinas para financiar suas atividades. EFE rp/dp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG