Explosão de oleoduto deixa 11 mortos e 81 feridos na Colômbia

Autoridades investigam se o encanamento foi perfurado por ladrões de combustível

EFE |

Onze pessoas morreram e 81 ficaram feridas nesta sexta-feira pela explosão de um oleoduto no centro-oeste da Colômbia. As autoridades locais investigam se o encanamento foi perfurado por ladrões de combustível.

"São 11 pessoas mortas e 81 feridas, sendo 23 menores de idade. Estamos atendendo as pessoas afetadas com psicólogos", apontou Luz Ensueño Betancourt, prefeita do município de Dosquebradas, no departamento de Risaralda, onde foi registrada a explosão. A Procuradoria e operários da Empresa Colombiana de Petróleos (Ecopetrol), proprietária do oleoduto, checam no local se a tragédia foi causada por "pessoas que tentavam roubar combustível ou se foi uma falha técnica", acrescentou a prefeita.

A explosão ocorreu por volta das 4h30 local (7h de Brasília) em um setor rural vizinho à Dosquebradas. O oleoduto transportava gasolina, que vazou e gerou um grande incêndio. Os mais de 80 feridos estão sendo atendidos no hospital local de Dosquebradas e na cidade vizinha de Pereira, capital de Risaralda. Dezessete deles estão em estado muito grave, apontaram fontes do hospital.

Antes da realização da primeira reunião de um comitê de emergência criado após a explosão, a prefeita de Dosquebradas tinha afirmado que o combustível vazou até um curso d'água e explodiu. "A água está contaminada", afirmou. O Diretor da Defesa Civil, Alfredo Muñoz, recomendou aos habitantes do entorno a não tomar água na região. 

    Leia tudo sobre: COLÔMBIA EXPLOSÃO

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG