Explosão de mina plantada por maoístas mata 3 soldados e fere 2 na Índia

Nova Délhi, 8 jun (EFE).- Três paramilitares indianos morreram e dois ficaram gravemente feridos hoje na explosão de uma mina plantada por guerrilheiros maoístas em uma região florestal do estado de Chhattisgarh (centro-leste), segundo uma fonte oficial.

EFE |

A mina explodiu na passagem do veículo com o qual os soldados patrulhavam a região de Dalli Rajhara, no distrito de Durg, a 150 quilômetros da capital do estado.

Três pessoas morreram na hora, disse o superintendente da Polícia distrital, Dipanshu Kabra, entrevistado pela agência "Ians".

As vítimas pertenciam a uma unidade paramilitar que faz a segurança de uma mina estatal na área, para onde foram enviados reforços imediatamente.

O inspetor geral da Polícia estadual de Chhattisgarh, Girdhari Nayak, também afirmou que os guerrilheiros se apoderaram das armas dos soldados antes de voltarem a seus esconderijos na floresta.

A guerrilha "naxalita", como os maoístas são conhecidos na Índia por causa de um movimento estudantil iniciado na década de 1960 na aldeia de Naxalbari, luta para criar um Estado comunista independente em uma ampla região que abrange vários estados do centro, norte e leste da Índia.

Segundo os últimos dados oficiais, entre janeiro e outubro de 2007, 383 civis e 188 agentes de segurança morreram por causa da violência da guerrilha maoísta que, por sua vez, perdeu 127 de seus homens. EFE ja/wrsc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG