Explosão de gás em mina da Ucrânia deixa 37 desaparecidos

Por Lina Kushch DONETSK (Reuters) - Trinta e sete mineiros estão desaparecidos desde uma explosão de gás num poço no campo de carvão de Donbass, na Ucrânia, no domingo, que destruiu a entrada principal da mina e complicou as tentativas de resgate.

Reuters |

Autoridades disseram que a explosão aconteceu na mina Karl Marx, perto de Donetsk, no coração do campo de carvão, às 5h00, a uma profundidade de aproximadamente mil metros. No momento da explosão, as operações de mineração tinham sido suspensas e estavam sendo realizados trabalhos de reparo.

Imagens de televisão feitas na mina de 110 anos mostraram o maquinário de produção na superfície da mina reduzido a escombros.

Marina Nikitina, porta-voz da inspetoria regional de segurança das minas, disse que 37 homens estavam desaparecidos.

Quatro funcionários na superfície sofreram queimaduras e foram atingidos por equipamentos atirados ao ar pela explosão.

'A entrada da mina foi destruída. É impossível descer', disse ela.

O ministro da Indústria do Carvão, Viktor Poltavets, disse que trabalhadores de resgate estão tentando recuperar pelo menos uma das entradas.

'Neste momento, todas as equipes de resgate estão tentando restaurar pelo menos uma entrada para que possamos descer na mina', disse o ministro na televisão ucraniana.

Gôndolas não tripuladas foram enviadas para baixo mas não conseguiram avançar para além de uma profundidade de 600 metros.

'Estamos preparando uma nova gaiola com equipamentos de comunicações e vamos enviar pessoal para baixo para descobrir o que aconteceu com as gôndolas', disse o ministro.

As explosões de gás são frequentes nas antiquadas minas da Ucrânia, muitas das quais já não são rentáveis e datam do século 19. Muitos dos depósitos de carvão se encontram em profundidades de mil metros ou mais, dificultando as operações de extração.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG