Explosão de duto no México deixa 27 mortos

Acidente foi causado por uma perfuração nos dutos da estatal de petróleo mexicana, provocada por ação de ladrões

AFP |

AFP
Prédio e carros destruídos após a explosão de dutos da estatal mexicana de petróleo em Texmelucan, a 90 quilômetros da Cidade do México
Uma explosão em dutos da empresa estatal de Petróleos Mexicanos (Pemex), na manhã deste domingo, em San Martin Texmelucan (Região Central), México, deixou, até o momento, 27 mortos e 52 feridos. O balanço anterior dava conta de 22 mortos, mas este foi atualizado após a localização de cinco corpos nos escombros de casas totalmente carbonizadas.

De acordo com informações das autoridades locais, a estimativa é que a explosão tenha atingido um raio de até cinco quilômetros. Após a explosão, testemunhas relatam que foram vistos rios de fogo, provenientes do vazamento dos dutos, espalhadas pelas ruas da cidade.

A explosão principal, seguida de quatro menores, destruiu 32 casas e danificou 83, além de obrigar que centenas de pessoas deixassem a cidade de San Martin Texmelucan, que fica a 90 quilômetros da Cidade do México.

Valentin Meneses, secretário do Interior do Estado de Puebla, San Martin, onde está localizada, disse que a explosão aconteceu antes do amanhecer de domingo e foi aparentemente provocado por ladrões tentando roubar petróleo dos canos.

"Eles perderam o controle por causa da pressão alta das saídas de combustível do oleoduto", disse ele, acrescentando que o petróleo começou a fluir pelas ruas da cidade. A empresa petrolífera estatal Petróleos Mexicanos, ou a Pemex, informou por um comunicado que tinha fechado o oleoduto.

Autoridades de protecção civil, bombeiros e policiais militares foram investigar e tentar garantir que não haja mais explosões. Até agora, ninguém foi detido.

    Leia tudo sobre: explosãodutosméxicopetróleo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG