Ataques deixam até 80 feridos e são lançados em Kirkuk, área rica em petróleo localizada a 250 quilômetros ao norte de Bagdá

Imagem de TV mostra momento de explosão de bomba em rua de Kirkuk, Iraque
AP
Imagem de TV mostra momento de explosão de bomba em rua de Kirkuk, Iraque
A explosão de três carros-bomba deixaram sete mortos e até 80 feridos nesta quarta-feira na cidade iraquiana de Kirkuk, rica em petróleo localizada a 250 quilômetros ao norte de Bagdá, informaram fontes policiais. Kirkuk é uma província multiétnica disputada por curdos, árabes e turcomanos.

O primeiro ataque suicida atingiu o quartel-general de segurança curdo. O primeiro carro explodiu perto de um escritório do Partido Democrático do Curdistão.

Um minuto depois um segundo veículo explodiu perto de um escritório da frente turcomana, que fica a um quilômetro de distância. Em seguida, um terceiro carro-bomba explodiu ao lado de uma loja do mesmo bairro.

Uma das vítimas fatais era um policial e entre os feridos está o chefe da polícia da cidade, general Ahmed Shamirani, indicaram as fontes, que não descartaram que o número de mortos aumente.

Após os atentados, as forças de segurança e várias ambulâncias foram transferidas ao lugar para levar as vítimas a hospitais da região. 

"Os três carros-bomba explodiram numa rápida sequência. Estamos agora em alerta máximo. Há o temor de que possa haver mais carros-bomba", declarou uma fonte.

"Isolamos a área ao redor do local e estamos removendo os feridos. Intensificamos as buscas em pontos de triagem para evitar outras explosões."

Bombeiros do Iraque extinguem fogo em prédio destruído por explosão de carro-bomba em Kirkuk, a norte de Bagdá
AP
Bombeiros do Iraque extinguem fogo em prédio destruído por explosão de carro-bomba em Kirkuk, a norte de Bagdá
*Com EFE, AFP e AP

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.