Teerã, 29 dez (EFE).- Pelo menos dois policiais iranianos morreram e outras dez pessoas ficaram feridas pela explosão de um carro-bomba na cidade de Saravan, no sudeste do país, informou a agência estatal Irna.

Entre os dez feridos há sete policiais. O veículo explodiu dentro de um quartel militar, quando era inspecionado por conta de uma denúncia sobre as ações de um grupo terrorista na região.

Ainda segundo a "Irna", o grupo armado radical sunita Jundollah (Soldados de Deus) anunciou ter sido o autor do atentado.

O grupo, que luta contra o Governo de Teerã nas zonas mais pobres do sudeste do país, seqüestrou em junho 16 soldados iranianos para trocá-los por alguns de seus milicianos que estavam presos, mas no início de dezembro foi informado que eles teriam sido mortos.

As autoridades do Irã estudam a possibilidade de fechar a fronteira com o Paquistão para impedir a entrada de militantes do grupo e lamentaram a falta de cooperação do Governo paquistanês. EFE msh/dp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.