Explosão de carro deixa 2 terroristas da Al Qaeda mortos na Mauritânia

Soldados ainda procuram um segundo veículo que seria organização

EFE |

Nuakchott - Dois supostos membros da organização terrorista Al Qaeda no Magrebe Islâmico (AQMI) morreram na madrugada desta quarta-feira após a explosão do veículo em que viajavam em Nuakchott, capital da Mauritânia, informaram fontes de segurança do país. Soldados mauritanos, que procuravam desde a terça-feira dois veículos e seus ocupantes, suspeitos de pertencerem à AQMI, localizou um dos carros no bairro de Tekka, no sul da periferia de Nuakchott.

Os supostos terroristas morreram depois que os militares abrirem fogo contra o veículo, que explodiu violentamente em uma zona não habitada, embora o estrondo tenha sido ouvido em toda a cidade. No incidente, que ocorreu por volta das 2h da hora local, três militares ficaram feridos. Os soldados mauritanos prosseguem as buscas pelo segundo veículo, indicou a fonte.

Nesta terça-feira, três supostos membros da AQMI foram detidos na região de Rkiz, no sul do país, informou à Agência Efe uma fonte de segurança em Nuakchott. Segundo a fonte, soldados encontraram durante a operação um veículo cheio de explosivos e buscavam outros dois carros e seus ocupantes, que poderiam pertencer à AQMI. A fonte indicou ainda que "três veículos também suspeitos de serem usados pela organização terrorista, cuja base está situada no norte de Mali, foram detectados há três dias na fronteira leste do país.

    Leia tudo sobre: al qaedaexplosãomauritâniaterrorismo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG