Explosão de bomba em escola deixa pelo menos 3 feridos na Tailândia

Bangcoc, 24 nov (EFE).- Pelo menos três soldados ficaram feridos hoje depois da explosão de uma bomba em uma escola do sul da Tailândia, um dia depois que o novo Governo anunciou uma mudança de política para tentar pacificar a região muçulmana, disseram fontes militares.

EFE |

A bomba, de pouca potência, explodiu no pátio de uma escola pública da cidade de Sai Buri, na província de Pattani, e perto do local onde se encontravam três militares alocados aos serviços de segurança dos professores, freqüentemente alvos dos ataques de insurgentes.

Fontes do comando militar de Pattani disseram ao canal estatal de televisão que a bomba foi acionada através de controle remoto por supostos militantes do movimento separatista islâmico.

Este ataque aconteceu um dia depois que o novo primeiro-ministro tailandês, Abhisit Vejjajiva, anunciou uma mudança da política para conseguir a paz na conflituosa região muçulmana, onde cerca de 3,5 mil pessoas morreram desde que, há cinco anos, o movimento separatista retomou a luta armada.

Vejajjiva, que na segunda-feira passada assumiu formalmente a Chefia do Executivo, disse na terça-feira passada que a primeira medida será redigir uma nova legislação que permitirá a criação de um organismo que supervisionará e administrará as províncias muçulmanas de Pattani, Yala, e Narathiwat.

Vejjajiva afirmou que, para acabar com a violência na região, é preciso uma nova política que não esteja orientada apenas para a segurança, e que leve em conta as diferenças culturais e religiosas da população. EFE tai/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG