Explosão de bomba deixa um soldado dos EUA morto no Iraque

Bagdá, 3 out (EFE).- A explosão de uma bomba no sul do Iraque matou um soldado americano no sul do Iraque, anunciou hoje o Exército dos EUA, que também informou da prisão de pelo menos 23 supostos insurgentes em diferentes áreas do país.

EFE |

O comando militar americano afirmou em comunicado que o soldado morreu ontem por causa da explosão de uma bomba durante a passagem da patrulha na qual passava pela localidade de Amara, cerca de 350 quilômetros ao sul de Bagdá.

Com esta nova morte, chega a 4.177 o número de soldados americanos mortos no Iraque desde o início da invasão do país em março de 2003.

Por outro lado, o Exército dos EUA afirmou que pelo menos cinco supostos membros de grupos especiais foram presos ontem em um bairro de Bagdá.

Segundo o comunicado, os detidos são suspeitos de contrabando de armas e de planejar ataques contra as tropas estrangeiras e iraquianas.

O comando militar americano chama de grupos especiais as milícias xiitas que supostamente recebem apoio logístico do corpo iraniano dos Guardiões da Revolução.

Em um terceiro comunicado, o Exército americano afirmou que outros dezoito supostos rebeldes foram capturados durante várias batidas desenvolvidas nas últimas 24 horas contra a rede terrorista Al Qaeda no centro e norte do Iraque.

Por outro lado, a agência de notícias independente iraquiana "Aswat al-Iraq" informou da detenção de dois líderes da Al Qaeda na província oriental de Diyala durante uma operação militar do Exército iraquiano. EFE ah/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG