Explosão de bomba deixa 170 mil pessoas sem gás no Daguestão

Moscou, 12 jan (EFE).- A explosão de uma potente bomba num gasoduto no Daguestão deixou sem gás cerca de 170 mil pessoas dessa república russa, vizinha da Chechênia.

EFE |

Segundo um porta-voz do serviço de segurança, a detonação ocorreu em torno das 20h locais (15h de Brasília), gerando um incêndio que já foi controlado.

A passagem do gás pelo trecho danificado foi suspensa, afetando 11 cidades que somam uma população de aproximadamente 170 mil.

O Daguestão, que substituiu a Chechênia como república mais instável do Cáucaso russo, foi palco de diversos atentados nos últimos meses.

Seis policiais morreram e outros 14 ficaram feridos em um atentado suicida no último dia 6, em frente à sede do batalhão de trânsito na capital da república, Mahatchkala.

Em agosto de 2009, 11 pessoas perderam a vida - quatro agentes e sete civis - em outro ataque que teve como alvo um posto policial na localidade de Buinaksk.

O presidente russo, Dmitri Medvedev, que realizou em junho sua primeira visita ao Daguestão, defendeu semana passada uma política "inflexível" com os terroristas no Cáucaso.

Segundo o Ministério russo do Interior, mais de 200 policiais morreram em atentados e tiroteios nos últimos quatro anos no Daguestão. EFE.

io/dp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG