Ancara, 1º nov (EFE).- Uma explosão na sede do governista Partido da Justiça e do Desenvolvimento (AKP) na província de Hakkari, no sudeste da Turquia, pode ter deixado vários feridos, informou a rede de televisão NTV.

Segundo informações da emissora, as autoridades locais ainda não sabem o que provocou a explosão, que, aparentemente, deixou muitos feridos.

O incidente coincide com uma polêmica visita do primeiro-ministro, o islamita moderado Recep Tayyip Erdogan, à província de Van, vizinha a Hakkari.

Centenas de manifestantes curdos, contrários ao governista AKP, queimaram sete veículos e, com pedras, enfrentaram hoje a Polícia da cidada de Van.

No confronto, os policiais usaram bombas de gás lacrimogêneo para dispersar os manifestantes, que acusam o primeiro-ministro de promover as mais recentes operações contra o ilegal Partido dos Trabalhadores de Curdistão (PKK).

Diante da proximidade das próximas eleições municipais, que acontecem no começo de 2009, Erdogan está visitando o sudeste do país, majoritariamente habitado pelos curdos. EFE tec/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.