Expectativa de pacote anima mercados na China

A expectativa de anúncio de um novo pacote de estímulo econômico pelo governo da China impulsionou nesta quarta-feira os principais indicadores do mercado financeiro chinês. O SSE Composite, principal índice da bolsa de Xangai, fechou o dia em alta de 8%.

BBC Brasil |

Já o índice Hang Seng da bolsa de Hong Kong ganhou 2,2%.

Os ganhos foram impulsionados por um relatório divulgado pelo banco de investimentos americano JP Morgan Chase, que indicou que Pequim estaria muito perto de introduzir novas medidas para impulsionar a confiança no mercado.

Os analistas do banco afirmam que o plano poderia incluir redução de impostos e medidas para apoiar o estremecido mercado imobiliário.

Recuperação
Reagindo à notícia, o índice composto da bolsa de Xangai, o SSE Composite, encerrou o pregão em 2.523,3 pontos, depois do anúncio de que o governo poderá injetar cerca de US$ 58 bilhões na economia chinesa para renovar a confiança dos investidores.

Na segunda-feira, o índice havia atingido a maior baixa em 20 meses - uma queda de cerca de 60% com relação ao seu melhor desempenho, em outubro de 2007.

A notícia também levou à alta na bolsa de Hong Kong, onde o índice Hang Seng se recuperou de uma baixa de um ano e fechou em 20.931,3 pontos - uma alta de 2,2%.

No entanto, alguns analistas questionam se as altas poderiam indicar uma recuperação mais ampla e insistem que, até que um pacote de estímulos seja confirmado, a previsão é de mais quedas.

As ações da China decolaram no ano passado, mas tiveram uma forte queda por conta do receio de que uma desaceleração da economia chinesa possa abalar o aumento dos lucros.

As ações de empresas de eletricidade foram as únicas que não embarcaram na recuperação observada nesta quarta-feira, apesar do aumento de 6% no preço da eletricidade determinado pelo governo.

As ações da Huaneng Power, a principal provedora de eletricidade chinesa, caíram 4,5% em Hong Kong, enquanto a rival Huadian Power registrou queda de 10%.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG