Expecialista diz que Fritzl pode reincidir e deve ser internado

O austríaco Josef Fritzl, acusado de sequestrar e violentar a filha Elisabeth durante 24 anos, deve ser internado em uma instituição psiquiátrica porque existe o risco de que reincidência se não for tratado, afirmou nesta quarta-feira uma psiquiatra no tribunal.

AFP |

"Persiste o perigo de que cometa novamente atos graves se não receber tratamento", afirmou a psiquiatra Adelheid Kastner durante o terceiro dia de julgamento do 'monstro de Amstetten' em Sankt Polten, 60 km ao oeste de Viena.

"É necessário tratá-lo até que seja possível afirmar que não representa mais um perigo. Por consequência, se apresentam as condições para interná-lo em uma instituição psiquiátrica", completou.

A promotoria pediu na ata de acusação apresentada na segunda-feira que Fritzl, 73 anos, fosse internado durante um período de tempo indeterminado em um centro especializado.

Em um relatório elaborado antes do julgamento, de 130 páginas, e que teve alguns trechos vazados para a imprensa, Kastern concluiu que Fritzl foi responsável por seus atos durante os 24 anos de sequestro de Elisabeth, que foi abusada sexualmente de maneira sistemática pelo pai no porão da casa da família em Amstetten (130 km ao leste de Viena) e teve sete filhos.

No entanto, também destacou que o homem sofre de graves problemas de personalidade e desvios sexuais.

ran-spm/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG