Ex-pastor britânico é condenado a três anos por bigamia

Um ex-pastor da Igreja da Escócia foi condenado a três anos de prisão por bigamia e falsificação por um tribunal da Inglaterra. Roderick Sangster, de 58 anos, foi casado três vezes e deixou pelo menos duas das ex-mulheres endividadas.

BBC Brasil |

Sangster se casou com Janet Pollard, com quem morava em Leamington Spa, na região central da Inglaterra, quando ainda era casado com Jill Sangster, em 2004. Ele estava foragido e se entregou à Justiça no início desta semana.

Natural de Perth, na Escócia, Sangster trabalhou como policial antes de se qualificar como pastor da igreja.

Jill Sangster, a segunda mulher com quem ele ainda é legalmente casado, foi obrigada a declarar falência depois de descobrir que seu marido acumulou dívidas de 30 mil libras (cerca de R$ 109 mil).

Para a terceira mulher, Janet Pollard, o ex-pastor deixou uma dívida de 55 mil libras (cerca de R$ 201 mil).

Investigação
As mulheres descobriram a existência uma da outra depois que Jill Sangster, também de Perth, procurou Janet Pollard quando investigava as dívidas do marido.

Ele também foi condenado por falsificar a assinatura de Pollard para obter um empréstimo bancário no valor de 10 mil libras (cerca de R$ 33 mil).

"Você deixou para sua primeira mulher dívidas que chegaram a níveis impossíveis", disse o juiz Marten Coates. "Você deixou sua segunda mulher falida e sua terceira companheira quase pobre."
"Seus motivos, tenho certeza, foram desonestos desde o princípio", acrescentou. "Casos de bigamia são raros. Acredito que eles sejam raros porque o público tem maior consideração pela instituição e obrigações do casamento do que você."
O ex-pastor se casou com Jill Sangster na Flórida em agosto de 1996, depois de ter se divorciado da primeira mulher, Frances Tait, de Portlether, na Escócia.

Eles foram casados legalmente por 25 anos e têm quatro filhos. Em 2002, o ex-pastor se separou de sua segunda mulher e começou os procedimentos para o divórcio, que não chegou a ser concluído.

Roderick Sangster, cujo último endereço conhecido era um hotel, escreveu para Jill em 2003, dizendo que ela não obteria o divórcio.

Ele então conseguiu um emprego em um hotel em Evesham, também na região central da Inglaterra, e começou a se relacionar com Pollard, que se recuperava de um câncer. O ex-pastor disse que era divorciado e os dois foram morar juntos.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG