Ex-motorista de Bin Laden é condenado a 5,5 anos de prisão

Washington, 7 ago (EFE).- O júri da comissão militar de Guantánamo condenou hoje o ex-motorista de Osama bin Laden, Salim Hamdan, a cinco anos e meio de prisão, pelo crime de apoio ao terrorismo.

EFE |

A sentença representa um duro golpe para a Promotoria, que hoje havia pedido pelo menos 30 anos de detenção e recomendado a prisão perpétua para Hamdan. EFE ca/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG