Ex-miss é procurada por tráfico internacional

Angie Sanselmente Valencia é uma deslumbrante ex-miss colombiana que, acreditam autoridades, também é líder de uma organização que pretendia traficar drogas para a Europa a partir da Argentina.

iG São Paulo |

Um mandado de prisão internacional foi emitido contra a ex-miss de 30 anos, que, segundo edição desta quarta-feira do jornal britânico Daily Telegraph, também é uma ex-modelo de lingerie. A história foi publicada originalmente no domingo pelo jornal argentino La Nación.

Reprodução
Angie Sanselmente Valencia

Angie Sanselmente Valencia

Vencedora do concurso Rainha do Café, em 2000, a bela Angie nasceu na Colômbia em 25 de maio de 1979 e se mudou para a Argentina em 7 de dezembro, onde vivia em um hotel quatro estrelas até ficar foragida desde o pedido de prisão. Os investigadores acreditam que ela ainda esteja no país ou no México.

Antes de mudar-se para a Argentina, Angie morou no México, onde conheceu "O Monstro", chefe de um cartel de drogas do país. Acredita-se que ela é sua ex-mulher.

Para a Justiça argentina, Angie pretendia montar no país uma organização para "explorar" uma rota de tráfico de cocaína até a Europa via Cancún, no México, passando primeiramente pela Argentina, onde pensava em transportar a droga por via aérea.

A organização chefiada pela colombiana pretendia que a cada 24 horas viajasse uma jovem com uma mala cheia de cocaína a Cancún, no México. Segundo o jornal argentino, as mulheres deveriam ter uma única característica: ser lindas, mas não chamativas. Por casa viagem elas receberiam US$ 5 mil.

Os planos de Angie iam bem até 13 de dezembro, quando sua organização começou a ser desbaratada, segundo o La Nación. Nesse dia foi detida no aeroporto internacional de Ezeiza uma jovem de 21 anos que tentou embarcar com 55 quilos de cocaína. Doze horas depois, os investigadores detiveram mais outras três pessoas.

Para os investigadores, é provável que algumas viagens foram bem-sucedidas antes das prisões do dia 13.

Leia mais sobre tráfico de drogas

    Leia tudo sobre: argentinatráficotráfico de drogas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG