Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

Ex-ministro sérvio diz que foi testemunha de acordo Holbrooke-Karadzic

O ex-ministro servo-bósnio Aleksa Buha disse neste sábado à Rádio Belgrado que foi testemunha, em 1996, de um acordo entre o emissário americano, Richard Holbrooke, e Radovan Karadzic, que garantia imunidade ao então líder dos sérvios na Bósnia.

AFP |

"Holbrooke prometeu formalmente que Karadzic não seria levado ao tribunal de Haia se abandonasse definitivamente a vida pública", afirmou Buha, que até 1998 foi ministro das Relações Exteriores da Republika Srpska, a entidade sérvia da Bósnia.

Segundo Buha, a promessa de Holbrooke foi realizada durante uma reunião em Belgrado "na noite de 18 para 19 de julho de 1996", da qual participaram Slobodan Milosevic, então presidente iugoslavo, Milan Milutinovic, na época chanceler da Iugoslávia, e Momcilo Krajisnik, um alto dirigente dos servo-bósnios.

Karadzic, que na quinta-feira passada compareceu ao Tribunal Penal Internacional para a ex-Iugoslávia (TPI), em Haia, afirma que Richard Holbrooke, um dos artífices do acordo de paz na Bósnia, em 1995, lhe prometeu imunidade em troca de sua saída da vida pública.

O jornal sérvio Blic, que cita "uma fonte bem informada dos serviços de inteligência dos Estados Unidos", revelou neste sábado que Washington protegeu Karadzic até 2000, quando o líder servo-bósnio violou os termos do acordo de renunciar a qualquer atividade pública.

ks/LR

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG