organização criminosa - Mundo - iG" /

Ex-ministro equatoriano qualifica Farc de organização criminosa

Quito, 22 fev (EFE).- O ex-ministro de Segurança Interna e Externa do Equador Gustavo Larrea, que admitiu ter se reunido com o ex-líder das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) Raúl Reyes, afirmou hoje que a guerrilha colombiana é uma organização criminosa que, às vezes, usa o terror.

EFE |

Em entrevista transmitida hoje pela televisão local "Ecuavisa", ele afirmou que se reuniu uma única vez com Reyes, mas não quis revelar o local do encontro.

Ao ser perguntado sobre se considera as Farc um grupo terrorista, o ex-funcionário qualificou a guerrilha de "organização criminosa".

"É uma organização criminosa, é uma organização guerrilheira que usa, às vezes, o terror", respondeu Larrea, que, no ano passado, negou ter se reunido com Reyes.

Hoje, o ex-ministro defendeu que não podia revelar a reunião com o guerrilheiro fora do país por questão de "segurança", mas destacou que tornou o encontro público assim que recebeu a autorização do presidente equatoriano, Rafael Correa.

Reyes morreu no dia 1º de março durante um bombardeio militar colombiano a uma base clandestina que as Farc tinham instalado na zona equatoriana de Angostura, na divisa com a Colômbia.

Correa considerou que a ação colombiana violou a soberania equatoriana, e, em 3 de março, o país rompeu relações diplomáticas com a Colômbia, as quais ainda não foram restabelecidas. EFE sm/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG