Ex-ministro da Justiça se candidatará à Presidência do Parlamento turco

Istambul, 3 ago (EFE).- O governante Partido da Justiça e Desenvolvimento (AKP, islamita moderado) propôs hoje o nome do ex-ministro da Justiça Mehmet Ali Sahin como candidato à Presidência do Parlamento turco, durante os dois anos que restam de legislatura, informou a agência de notícias estatal Anadolu.

EFE |

Trata-se de uma decisão polêmica, já que o atual presidente é Köksal Toptan, da facção centrista e liberal do partido governante e cuja escolha foi um dos poucos temas em que houve consenso entre as duas maiores formações do país: o AKP e o nacionalista laico Partido Republicano do Povo (CHP, em turco).

Também dentro do próprio partido do primeiro-ministro turco, Recep Tayyip Erdogan, a substituição de Toptan provocou conflitos entre as diversas correntes políticas, para imporem seus candidatos, e, por isso, a direção optou por nomear Sahin, mais conservador que o atual presidente e um dos fundadores do AKP.

Outros três candidatos também serão apresentados ao processo de votação, que se iniciará amanhã.

Nas duas primeiras rodadas de votação, os candidatos precisam do apoio de dois terços dos parlamentares e, por isso, o AKP deve esperar a terceira sessão de votações, que será realizada na quarta-feira e na qual só é necessário maioria absoluta. EFE amu/pd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG