Dacar, 5 jun (EFE).- As forças de segurança da Guiné-Bissau mataram hoje o ex-ministro da Defesa Hélder Proença e o acusaram de tentar dar um golpe de Estado, informou a imprensa oficial, que cita como fonte o Ministério do Interior.

A morte de Proença acontece horas depois de Baciro Davo, um dos candidatos à Presidência do país nas eleições de 28 de junho, ter sido assassinado com vários disparos.

Segundo o Ministério do Interior, Davo também estaria envolvido na suposta tentativa de golpe. EFE st/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.