Ex-ministro da Defesa lidera corrida presidencial na Colômbia

BOGOTÁ (Reuters) - O ex-ministro da Defesa da Colômbia Juan Manuel Santos lidera a disputa para suceder o presidente Álvaro Uribe na eleição de maio, com uma vantagem de mais de 10 pontos percentuais sobre seu rival mais próximo, mostrou pesquisa na quarta-feira. Santos tem 34 por cento das intenções de voto, seguido por Noemi Sanin, do Partido Conservador, que tem 23 por cento, e do ex-prefeito de Bogotá Antanas Mockus, que tem 10 por cento, segundo pesquisa Gallup Colombia sobre as eleições de maio.

Reuters |

O levantamento mostra que nenhum candidato tem atualmente apoio suficiente para conseguir mais de 50 por cento dos votos e assim evitar um segundo turno a ser realizado em junho.

Uribe, um aliado dos Estados Unidos, segue popular pelo combate às Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) e pela redução da violência e dos sequestros que costumavam monopolizar as manchetes dos jornais colombianos diariamente.

A Constituição colombiana proíbe que o presidente dispute a eleição para tentar um terceiro mandato e, no mês passado, um tribunal decidiu contra permitir que Uribe dispute a eleição.

A pesquisa, realizada para alguns dos principais órgãos da imprensa colombiana, mostrou apoio de 45 por cento para Santos, contra 43 de Sanin num eventual segundo turno.

A pesquisa Gallup Colombia foi conduzida entre os dias 20 e 22 de março, com 1.200 eleitores em todo o país.

(Reportagem de Patrick Markey em Bogotá)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG