O ex-ministro da Defesa da Venezuela Raúl Isaías Baduel foi condenado na sexta-feira a sete años e 11 meses de prisão por uma corte marcial, que o considerou culpado de desvio de fundos e abuso de poder durante o período que passou no governo." /

O ex-ministro da Defesa da Venezuela Raúl Isaías Baduel foi condenado na sexta-feira a sete años e 11 meses de prisão por uma corte marcial, que o considerou culpado de desvio de fundos e abuso de poder durante o período que passou no governo." /

Ex-ministro da Defesa de Chávez condenado à prisão

O ex-ministro da Defesa da Venezuela Raúl Isaías Baduel foi condenado na sexta-feira a sete años e 11 meses de prisão por uma corte marcial, que o considerou culpado de desvio de fundos e abuso de poder durante o período que passou no governo.

AFP |

O ex-ministro da Defesa da Venezuela Raúl Isaías Baduel foi condenado na sexta-feira a sete años e 11 meses de prisão por uma corte marcial, que o considerou culpado de desvio de fundos e abuso de poder durante o período que passou no governo.

"Senhores, lamento informá-lhes que o regime cometeu mais uma vez um golpe contra a justiça. Meu pai foi condenado a sete anos e 11 meses de prisão", confirmou Raúl Emilio Baduel, filho do ex-ministro, em uma mensagem no Twitter.

O canal de notícias Globovisión informou que o tribunal militar que julgou a Baduel ordenou a apreensão dos bens que foram objeto da investigação e a perda dos direitos políticos do réu.

"Meu pai sempre foi um hombre íntegro e sempre será, apesar da vontade de Hugo Chávez", afirmou Rayrin Baduel, filha do general da reserva.

Baduel, detido há pouco mais de um ano, permanecerá na prisão militar de Ramo Verde, na cidade de Los Teques, a poucos quilômetros de Caracas.

O ex-ministro foi muito próximo de Chávez nos anos 80. Em abril de 2002 comandou a operação militar que devolveu o presidente ao poder após um breve golpe de Estado.

O general da reserva foi ministro da Defesa entre 2006 e 2007, quando se afastou do governo por divergências com Chávez.

jt/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG