Ex-líder joga tamanco contra candidato opositor na Índia

Nova Délhi, 16 abr (EFE).- Um ex-líder regional da principal força de oposição indiana, o Bharatiya Janata Party (BJP), jogou hoje, durante o primeiro turno das eleições, um tamanco contra o candidato do partido a primeiro-ministro, L.

EFE |

K. Advani.

Acusando Advani de não ser o candidato ideal, Pawas Agarwal, ex-líder do BJP em um distrito do centro da Índia, errou o alvo ao jogar o tamanco contra Advani, quando este faria um comício no estado de Madhya Pradesh, segundo a agência "Ians".

"Não tem ideologia. Por um lado pede votos em nome de Ram (divindade hindu) e por outro presta obediência a (Ali) Jinnah", o pai da pátria paquistanesa, denunciou Agarwal à imprensa.

Assim, referiu-se ao proeminente papel de Advani na campanha para construir um templo hindu em honra a Ram sobre uma mesquita na localidade de Ayodhya - que deixou milhares de mortos em distúrbios religiosos no início dos anos 90 -, e a sua polêmica visita ao Paquistão em 2005, na qual elogiou Jinnah.

Segundo o ex-líder do BJP, Advani é um "falso homem de ferro" e os dirigentes do partido hinduísta "não têm coragem de tornar públicos estes sentimentos, porque não são permitidos a falar".

Um porta-voz do governante Partido do Congresso, a outra grande força do país, aproveitou o incidente para afirmar que "este é o resultado do duplo jogo do BJP e de sua intenção de explorar os sentimentos públicos em nome da religião", segundo a "Ians". EFE amp/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG