Ex-líder do Khmer Vermelho será julgado por crimes contra a humanidade

O tribunal que cuida das causas das matanças cometidas pelo regime do Khmer Vermelho no Camboja (1975-1979) ordenou nesta terça-feira o julgamento do ex-suposto torturador Kaing Guek Eav, o Duch, por crimes contra a humanidade e crimes de guerra.

AFP |

Cerca de 16.000 homens, mulheres e crianças transitaam no centro de detenção S-21, sob sua responsabilidade e onde foram submetidos a torturas atrozes antes de serem executados pelo regima ultracomunista do lider khmer vermelho Pol Pot, falecido em 1998.

"Duch", de 65 anos, foi preso em 1999 e transferido em julho de 2007 para o tribunal da ONU, fazendo parte de um grupo de cinco dirigentes do Khmer Vermelho presos por genocídio.

Cerca de dois milhões de pessoas morreram sob esse regime.

suy/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG