Exilados cubanos em Madri pedirão liberdade na ilha amanhã

Madri, 31 jan (EFE).- As associações de exilados cubanos e dirigentes do Partido Popular (PP), o principal da oposição na Espanha, participarão amanhã, em Madri, de uma concentração pela liberdade em Cuba, por ocasião do 50º aniversário da Revolução liderada por Fidel Castro.

EFE |

Os líderes do ato, cujo lema será "Cuba: meio século sem liberdade", são a Associação de Ibero-americanos pela Liberdade e a Associação Espanhola Cuba em Transição.

A concentração, que acontecerá às 12h locais (9h de Brasília) na Porta do Sol, não terá a participação do governista Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE), que alega que a questão de liberdade em Cuba é uma "política de Estado" que deve ser tratada pelo mesmo Governo do Partido Comunista que comanda a ilha há 50 anos.

No sentido oposto, uma manifestação contrária, do Partido Comunista da Espanha (PCE), e cerca de 80 organizações esquerdistas dará, à tarde, apoio ao Governo cubano, "pelo respeito à soberania de Cuba" e protestará apenas contra o "bloqueio americano". EFE cpg/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG