Ex-guerrilheira das Farc diz que fuzilou 80 e recrutou 108 menores

Bogotá, 28 mai (EFE).- Uma ex-guerrilheira das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) que se entregou ao Exército local em 2008, disse nesta sexta-feira à imprensa que confessou à Justiça sua participação em 214 delitos, entre eles o recrutamento de 108 menores de idade e cerca de 80 fuzilamentos.

EFE |

Bogotá, 28 mai (EFE).- Uma ex-guerrilheira das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) que se entregou ao Exército local em 2008, disse nesta sexta-feira à imprensa que confessou à Justiça sua participação em 214 delitos, entre eles o recrutamento de 108 menores de idade e cerca de 80 fuzilamentos. Em declarações à rádio "Caracol", Elda Neyis Mosquera, conhecida como "Karina", que foi comandante da frente 47 das Farc, disse que "confessou 108 recrutamentos de menores". "Também quero deixar claro que vou responder por todos os fatos cometidos pela frente 47 no tempo em que estive encarregada por eles, pois estava na linha de comando", disse Karina. A ex-guerrilheira pediu perdão, e disse que foi esteve convencida durante muito tempo de que "tudo era pelo bem da sociedade e em prol de um futuro melhor" para o país. Agora "que estou aqui e tenho outra forma de pensar e ver as coisas, hoje que estou plenamente convencida de que as armas não são a solução para o conflito que vive o país, hoje que não realizo, mas condeno os atos criminosos das Farc, os convido à reconciliação", disse. EFE ocm/fm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG