Ex-governador do Illinois declara-se inocente em caso de corrupção

O ex-governador do Illinois (norte dos Estados Unidos), Rod Blagojevich, acusado de ter oferecido o assento de senador de Barack Obama em troca de um cargo alto ou de uma grande quantia, declarou-se nesta terça-feira inocente das acusações de corrupção.

AFP |

Dezesseis acusações foram apresentadas contra o ex-governador de 52 anos, dentre as quais a de desvio de fundos e a de falsos testemunhos a agentes federais.

Ele é acusado de ter abusado de seu poder para obter dinheiro e favores para si mesmo e para seus parentes, e isso antes mesmo de ter sido eleito governador em novembro de 2002 e até a sua prisão, no dia 9 de novembro passado.

Cinco assessores do governador também foram acusados, dentre eles seu irmão, um de seus antigos chefes de gabinete, um lobista e duas pessoas encarregadas de obter fundos de campanha.

Flagrado por escutas telefônicas autorizadas pela justiça, Blagojevich foi destituído de seu posto de governador pelos senadores do Illinois no dia 29 de janeiro.

Barack Obama renunciou ao Senado americano após a sua eleição para a Presidência dos Estados Unidos, no dia 4 de novembro. Em caso de vacância, o governador do Estado fica encarregado de nomear um senador até a próxima eleição para o Senado. Blagojevich é acusado de ter tentado negociar o assento de Barack Obama, exigindo postos importantes ou muito bem remunerados para ele ou para sua esposa.

Cinco governadores do Illinois já foram acusados ou presos por fraudes ou subornos. O antecessor de Rod Blagojevich, o republicano George Ryan, cumpre uma pena de seis anos e meio de prisão por fraude.

bur-mso/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG