O ex-general Santiago Omar Riveros, comandante do Campo de Mayo, um dos maiores centros de extermínio da ditadura argentina (1976/83), foi condenado nesta quarta-feira à prisão perpétua por crimes de lesa humanidade, informou a TV local.

jos/LR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.