WASHINGTON - Dois ex-funcionários da empresa de segurança privada Blackwater foram formalmente acusados pelo assassinato de dois afegãos em Cabul, no ano passado, e podem ser condenados à pena de morte, indicou nesta quinta-feira o Departamento de Justiça dos Estados Unidos.

Justin Cannon, de 27 anos, nascido em Corpus Christi, no Texas, e Christopher Drotleff, 29, de Virginia Beach, na Virgínia, receberam 13 acusações, incluindo homicídio em segundo grau, relacionadas à morte de dois cidadãos afegãos.

Eles também responderão por tentativa de assassinato, já que uma terceira pessoa foi ferida no incidente em Cabul, no dia 5 de maio de 2009, quando Cannon e Drotleff trabalhavam para o Departmento de Defesa americano no Afeganistão, como terceirizados.

Os dois acusados, que treinaram tropas afegãs no uso e manutenção de sistemas bélicos, foram detidos nesta quinta-feira por ordem da justiça.

Leia mais sobre Afeganistão

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.