Um ex-funcionário do Departamento de Defesa dos Estados Unidos foi indiciado por um tribunal federal de espionagem em favor da China, anunciou o Departamento de Justiça.

O tenente-coronel da Força Aérea da reserva James Wilbur Fondren, 62 anos, que foi subdiretor do gabinete em Washington do Comando do Pacífico, foi preso em maio e acusado de conspirar para fornecer informações confidenciais a um agente chinês.

As acusações incluem ainda atuar como agente estrangeiro ilegal e mentir para agentes do FBI.

Se for considerado culpado de todas as acusações, Fondren pode ser condenado a até 60 anos de prisão.

Segundo o indiciamento, o ex-funcionário entregou informações confidenciais do Pentágono, entre novembro de 2004 e fevereiro de 2008, ao taiwanês naturalizado americano Tai Shen Kuo.

Os Estados Unidos acusam a China de montar uma intenso operação com o objetivo de ter acesso a seus arquivos confidenciais.

Washington também denuncia a falta de transparência de Pequim em questões militares.

bur-ch/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.