um erro - Mundo - iG" /

Ex-funcionário do Governo Bush diz que tortura foi um erro

Washington, 13 mai (EFE).- Um ex-funcionário do Departamento de Estado dos Estados Unidos durante o Governo de George W.

EFE |

Bush disse hoje no Senado que o uso da tortura foi "um erro", mas que "ambos os partidos" apoiaram esta prática.

Segundo Philip Zelikow, as técnicas usadas contra os supostos terroristas foram métodos "friamente calculados e desumanos, para extrair informação".

"Isto foi um erro, possivelmente um erro desastroso. Foi um fracasso coletivo no qual funcionários e membros do Congresso de ambos partidos apoiaram um programa de coerção física da CIA (agência de inteligência dos EUA)", afirmou o assessor da então secretária de Estado, Condoleezza Rice.

Em 2005, Zelikow escreveu um memorando no qual condenava a "justificativa" legal para o uso da tortura.

Nesta quarta, o ex-assessor também criticou os argumentos que circularam recentemente segundo os quais os métodos teriam ajudado na obtenção de informações importantes para a segurança nacional.

"Alguns destes exemplos poderiam não ser precisos, outros poderiam ser exagerados ou teriam ocultado discussões internas sobre a utilidade do procedimento", disse. EFE mp/plc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG