Ex-funcionário da UCLA é preso por tráfico de cadáveres

Um ex-funcionário da prestigiosa Universidade da Califórnia em Los Angeles (UCLA) foi condenado, nesta sexta-feira, a quatro anos e três meses de prisão, após se declarar culpado pelo crime de tráfico de cadáveres.

AFP |

Henry Reid, de 59 anos, era chefe do Programa de Cadáveres doados à Ciência da UCLA. A promotoria o acusou de cometer tráfico de cadáveres com Ernest Nelson, dono de uma empresa que fornece, a hospitais e laboratórios farmacêuticos, corpos destinados à pesquisa médica.

Em outubro, Reid declarou-se culpado de cumplicidade no delito, o que abriu caminho para uma condenação direta. Além da pena de prisão, terá de pagar 500.000 dólares de indenização à UCLA.

De acordo com documentos judiciais, entre 1999 e 2004, Reid e Nelson utilizaram os corpos para fins financeiros.

Nelson alegou inocência, e seu caso será decidido em um julgamento, no qual Reid será testemunha.

tq/tt

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG